UR0LITÍASE

Os urólitos são concreções mineiras compostas predominantemente de cristalóides orgânicos ou inorgânicos (90-95%) e uma quantidade pequena de matriz orgânica (5-10%).

Eles são formados dentro do trato urinário e podem ser denominados de acordo com sua localização (nefrólitos, renólitos , ureterólitos , urocistólitos , uretrólitos), forma (lisa, faceteda, piramidal e laminada) e também, de acordo com sua composição mineral . Lulich et al. (1997) consideram que o sistema urinário é projetado de modo a eliminar os dejetos em forma líquida. Durante a formação de urólitos, alterações contínuas na composição da urina promovem a hipersaturação de uma ou mais substâncias eliminadas neste líquido, e resultam em sua precipitação e depois em crescimento . Vários termos são denominados para descrever os precipitados formados na urina, isto depende do tamanho e da consistência , esses precipitados têm sido destritos como cristais. A terminologia mais aceita quando o precipitado é microscópico e anormal na urina é a cristalúria , enquanto as concreções macroscópicas são chamadas de urólitos.

Predisposição familiar e/ou racial, defeitos congênitos e lesões adquiridas podem favorecer a formação de cálculos no trato urinário de cães. O tipo de alimentação também é incriminado em facilitar a formação ou inibir a dissolução dos urólitos. Um consumo dietético de cálcio ou de fósforo em excesso pode promover a formação de cálculos de fosfato de cálcio. A administração de diversos medicamentos, como acidificantes e alcalinizantes da urina, antibióticos , quimioterápicos e corticosteróides , podem também contribuir para a ocorrência de urolitíase . Cálculos urinários formados por fosfato de amônio e magnésio (estruvita) são os mais comuns, seguidos por oxalato de cálcio, urato , silicato , cistina e tipos mistos . Os urólitos podem lesar o uroepitélio, resultado em uma inflamação do trato urinário , como também podem predispor o animal ao desenvolvimento de infecção do trato urinário .

Observar se há ou não uma infecção do trato urinário, caso houver a urina irá apresentar um odor fétido. No caso de uma nefrolitíase , os sinais podem ser hematúria, dor, desconforto sublombar ou abdominal , sinal de insuficiência renal ou pode se assintomática por longos períodos. Se os cálculos forem encontrados no trato urinário inferior, os sinais podem compreender disúria, hematúria , polaciúria e estrangúria . A obstrução urinária parcial ou completa pode resultar em sinais sistemáticos de doenças, como letargia , anorexia e vômito . Outros sinais encontrados são: Aumento da frequência na micção e incontinência urinária.

Observar se há ou não uma infecção do trato urinário, caso houver a urina irá apresentar um odor fétido. No caso de uma nefrolitíase , os sinais podem ser hematúria, dor, desconforto sublombar ou abdominal , sinal de insuficiência renal ou pode se assintomática por longos períodos. Se os cálculos forem encontrados no trato urinário inferior, os sinais podem compreender disúria, hematúria , polaciúria e estrangúria . A obstrução urinária parcial ou completa pode resultar em sinais sistemáticos de doenças, como letargia , anorexia e vômito . Outros sinais encontrados são: Aumento da frequência na micção e incontinência urinária.

Observar se há ou não uma infecção do trato urinário, caso houver a urina irá apresentar um odor fétido. No caso de uma nefrolitíase , os sinais podem ser hematúria, dor, desconforto sublombar ou abdominal , sinal de insuficiência renal ou pode se assintomática por longos períodos. Se os cálculos forem encontrados no trato urinário inferior, os sinais podem compreender disúria, hematúria , polaciúria e estrangúria . A obstrução urinária parcial ou completa pode resultar em sinais sistemáticos de doenças, como letargia , anorexia e vômito . Outros sinais encontrados são: Aumento da frequência na micção e incontinência urinária .

Fonte: Nosso Clínico, n.100



 

Acesse também o link: www.laboratoriogenesi.com.br